Turismo de Vacina é tendência em 2021

By in
Turismo de Vacina é tendência em 2021

O Turismo de Vacina já se tornou real e vem ganhando cada vez mais adeptos à nova forma de viajar. A ideia é que o turista em viagem para o exterior, faça sua imunização contra a covid-19. 

O turismo para tratar de problemas de saúde no exterior ou até mesmo em outras regiões do Brasil já existe há tempos, porém fazer uma viagem internacional com o intuito de ser vacinado é uma novidade que tem gerado polêmica. 

Diante da falta de vacinas no Brasil e do atraso no processo de imunização da população, a ideia atrai quem ama viajar e quer se sentir seguro diante da pandemia que estamos vivendo. 

Posso viajar após tomar a vacina?

Países que oferecem vacina aos turistas

  1. Estados Unidos da América
  2. Cuba
  3. Rússia
  4. Romênia
  5. San Marino

Estados Unidos da América

Embora a prática ainda seja informal, a vacina contra o coronavírus está sendo “oferecida”, por algumas agências de viagem. Países como o México colocam abertamente a possibilidade de se vacinar para determinados destinos, como os Estados Unidos.

Mesmo não sendo oficial em muitos Estados, e nem uma certeza que o viajante voltará vacinado, muitos brasileiros têm ido para os Estados Unidos. Depois de ter cumprido a quarentena no México e então participado do programa americano de vacinação.

O tour para se vacinar nos Estados Unidos tem duração mínima de 20 noites, sendo 16 noites para cumprir a quarentena obrigatória no México, Costa Rica ou República Dominicana. Todavia, no mínimo 4 noites precisam ser nos EUA para conseguir a vacinação, considerando vacina de dose única.

Flórida

Na Flórida, a regra oficial era vacinar apenas os moradores locais ou quem trabalha no estado. Por outro lado, a partir de 30 de abril o estado parou de exigir o comprovante de residência para a vacinação, o que tornou possível e legalmente viável turistas se vacinarem. 

Existe até mesmo um site de agendamento onde é possível escolher o local de vacinação e qual versão da vacina será. Empresas como Walmart, Walgreens, Publix, CVS e Macrobaby são opções de locais para vacinação.

Nova York

Já em Nova York, o próprio prefeito anunciou centros de vacinação para turistas que visitarem as principais atrações da cidade, como o Empire State Building, Times Square, Brooklyn Bridge, Central Park e High Line, entre outros. 

Brindes estão sendo oferecidos àqueles que se vacinarem. Lanches e até ticket semanal de metrô estão entre os brindes. Há um projeto de colocar postos de vacinação para turistas no aeroporto.

turismo de vacina
Imagem tirada da internet.

Outros estados dos EUA

Outros estados estão aderindo à divulgação como fomento do turismo, que foi muito prejudicado nesses meses de pandemia. Entretanto, alguns permitem que mesmo quem não mora na localidade se vacine, por não exigir comprovante de residência local. Basta um documento de identidade que pode inclusive ser o passaporte. 

Os Estados Unidos já imunizou quase toda a população adulta e segue avançando na vacinação a partir de 16 anos (dependendo da vacina). Diante deste cenário, os moradores veem com bons olhos a chegada de estrangeiros no país.

Além disso, o país  também fez doações da vacina AstraZeneca para o Canadá e México. O imunizante ainda não foi aprovado pela agência reguladora do país. No dia 17 de maio o presidente Joe Biden anunciou a doação de 80 milhões de vacinas para o exterior. 

Cuba

Embora o turismo de vacina tenha se popularizado nos Estados Unidos, a iniciativa começou com Cuba. A “Soberana 2”, vacina cubana, estará disponível para os moradores do país e também aos turistas que visitarem a Ilha. 

Entretanto, a vacina ainda não foi aprovada, logo o programa de imunização de turistas não tem uma data definida. A expectativa é que Cuba consiga produzir 100 milhões de vacinas, ainda em 2021.

San Marino

Mesmo sem aprovação em território europeu, a Sputnik VR será oferecida pelo pequeno país San Marino.  Os turistas não italianos que se hospedarem no país serão imunizados contra a covid-19, assim que o uso da vacina russa for aprovada na Europa. 

É preciso que a reserva de hotel seja feita uma semana antes da viagem e que o turista tenha condições de voltar ao país para tomar a segunda dose da vacina. O imunizante irá custar 15 euros ao viajante.

Rússia

A Rússia tem seguido um plano de vacinação diferente do Brasil e de países da Europa. Desta forma, o país não está restringindo a vacina a grupos prioritários. Qualquer pessoa pode ser vacinada, inclusive estrangeiros, basta apenas apresentar um documento de identificação, como o passaporte.

No entanto, brasileiros encontram restrições de entrada no país. O que pode dificultar a escolha da Rússia como destino do turismo de vacina.

Romênia

Quem sonha em conhecer o Castelo do Drácula, este é o momento. O Castelo de Bran na Transilvânia, localizado na Romênia, anunciou que durante todo mês de maio irá imunizar todos os turistas, sem necessidade de agendamento. 

Além da imunização, o turista irá receber um certificado “Vacinado no Castelo Bran” além de ter acesso gratuito ao museu.

Dubai

Embora os Emirados Árabes não estejam vacinando os turistas, o destino se tornou atrativo já que 80% da população já foi vacinada. Dubai é uma exceção no mundo turístico e traz um alívio para aqueles que amam viajar, mas estão lidando com a proibição de entrada em muitos destinos e os que viajam precisam lidar com  restrições que tornam a vida do viajante difícil e estressante.

Dubai permitiu aos que têm visto de residência serem vacinados na cidade.  Com isso, muitos indianos ricos foram até os Emirados em seus jatinhos particulares para serem imunizados. 

Mesmo com os lugares funcionando e com grande número de turistas, Dubai segue com as medidas de proteção contra a covid-19.

A previsão é que nos próximos meses, 80% dos hotéis sejam ocupados. Isso porque Dubai receberá a próxima edição da Expo 2020, que será sediada nos Emirados durante seis meses e deve receber cerca de milhões de visitantes. 

Expo 2020

A Expo 2020 é uma das maiores exposições do mundo focada em tecnologia, modernidade, tendências e inovações, negócios, sustentabilidade e cultura.

Dubai não colocou nenhuma restrição aos turistas, porém todo visitante com mais de 12 anos deve ter seguro médico e apresentar o teste negativo para a covid, realizado nas últimas 96 horas antes de entrar no país.

Quando preciso me preocupar com o Seguro Viagem?

Confira a lista dos 10 países que mais imunizaram seus cidadãos até o momento:

  1. Estados Unidos: 12,28 milhões de pessoas
  2. China: 10 milhões de pessoas
  3. Reino Unido: 4,72 milhões de pessoas
  4. Israel: 2,7 milhões de pessoas
  5. Emirados Árabes Unidos: 2,07 milhões de pessoas
  6. Alemanha: 1,22 milhão de pessoas
  7. Itália: 1,2 milhão de pessoas
  8. Rússia: um milhão de pessoas
  9. Espanha: 966 mil pessoas
  10. Turquia: 950 mil pessoas

Para acompanhar os números da vacinação no mundo em tempo real, acesse o mapa da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Questões éticas

Alguns países já começaram a abrir suas fronteiras para os turistas que foram vacinados. Porém, o “turismo de vacina” traz muitas questões éticas, como a visão de que só quem tem dinheiro pode se privilegiar com o benefício da vacinação em outro país. 

Diante deste ponto de vista, a ação é vista por muitos como mais um ato de desigualdade social e de falta de controle da pandemia. Vale lembrar que o processo de vacinação no exterior pode ser burocrático e turistas brasileiros podem encontrar restrições e requisitos para entrada nos países de destino.

Além de não ser (nunca) uma garantia de realização ou de segurança, já que viagens durante o período de pandemia podem acarretar contaminação do vírus, antes mesmo que o viajante consiga ser vacinado.

Vale também ressaltar que as regras dos países estão mudando constantemente. Deste ponto de vista, não há garantias que elas continuarão as mesmas até o início da viagem. Tanto as regras de entrada nos países quanto às de vacinação.

Agência de turismo não garante vacina

Outro ponto é que a vacina não pode ser garantida por nenhuma agência de turismo. O motivo que o processo não é um produto comercializado pelas agências, depende de diversos fatores e nem há uma garantia de sua realização.

É importante ressaltar que cada país tem suas regras, vacinas e valores. O turista que deseja viajar com a expectativa de ser vacinado no exterior, precisa consultar com o seu agente de viagens as condições de entrada em cada país. O processo de vacinação de cada destino também deve ser informado, embora não haja garantias.

O envolvimento de um profissional especializado em viagens é de suma importância para aqueles que buscam o turismo de vacina. Desta forma, mudanças constantes de regras e requisitos podem levar a viagem que era para ser uma solução, em um problema maior ainda. Confira as atualizações de requisitos e restrições de entrada nos países, clicando aqui.

Precisa de ajuda na compra de passagens aéreas e seguro viagem? Entre em contato com a Viajar Mais pelas nossas redes sociais ou WhatsApp.

2 Comments
  1. Na falta de vacina aqui, as pessoas buscam outra forma de se vacinar.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *