O que fazer em Paris?

By in
O que fazer em Paris?

Provavelmente, você já ouviu falar da Torre Eiffel, do Museu do Louvre e do Arco do Triunfo. Entretanto, existem tantos outros lugares para se visitar em Paris. Você sabe o que fazer em Paris?

Você vai passar alguns dias na capital da França e não sabe como aproveitar bem os poucos dias que tem por lá? Além dos pontos turísticos mais famosos quer conhecer lugares não tão clichês? Separamos  algumas dicas para você que quer visitar Paris!

Vamos começar pelos mais conhecidos pontos turísticos de Paris. Os locais abaixo estão sempre cheios de turistas. Os franceses dizem que é clichê. Mas, como ir a Paris e não conhecer tudo aquilo que a gente sempre sonhou?

Então o que a Viajar Mais aconselha é: visite os principais pontos turísticos, faça fotos clichês e seja feliz postando nas redes sociais, mandando no grupo da família ou guardando essas boas lembranças só para você.

  • Torre Eiffel 
  • Arco do Triunfo
  • Pantheon 
  • Champs-Elysées 
  • Museu do Louvre

Pronto, matou sua vontade e realizou seu sonho? Ainda tem tempo “sobrando” em Paris? Então vamos aos demais locais que valem a pena você conhecer!

Jardins

Jardim de Luxemburgo  e Jardim das Tulipas são locais lindos, os quais você pode visitar gratuitamente enquanto caminha pela Cidade Luz. Nesses dois locais tem cadeiras ao redor da fonte central, onde você pode sentar para ler um livro ou apenas apreciar as belezas do local.

Se você vai ficar mais tempo em Paris, vale a pena reservar um dia para conhecer o Palácio de Versalhes (Château de Versailles, em francês). O Castelo Real fica localizado na cidade de Versalhes, subúrbio  de Paris, a 30 minutos de trem. Você pode chegar até lá usando o passe urbano que atende toda a região de Paris.

Se você estiver em Paris no primeiro domingo do mês, entre outubro e abril, você não paga para entrar no Palácio de Versalhes, no Arco do Triunfo e em quase todos os museus da cidade. Confira esse texto que preparamos sobre como economizar em Paris.

Montmartre

O bairro Montmartre é famoso por ser um local considerado boêmio e frequentado por artistas no século XVIII. Montmartre tinha uma péssima fama por conta dos Cabarés, foi então que resolveram criar o famoso Moulin Rouge na tentativa de atrair a elite.

  • Muro do “Eu te Amo”
  • Moulin Rouge
  • Place du Tertre
  • Café da Amélie – Les Deux Moulins

Igrejas

Mesmo se você não for católico, visitar uma igreja pode ser interessante. Se você for religioso, a visita por si só, vale a pena. Caso contrário, aproveite para conhecer a história das basílicas e sua importância para a região. 

É um ótimo passeio para quem gosta de arquitetura também. Em Paris existem belíssimas igrejas, a mais antiga – Abadia de Saint-Germain-des-Prés, foi construída no século VI, junto com a fundação de Paris.

Para os fãs de filmes, vale a pena fazer um tour pela Sacré-coeur, cenário do filme “O Fabuloso Destino de Amelie Poulain”, ou então pela Saint-Suplice, enigmática igreja presente no filme “O Código Da Vinci”. Essa última foi muito visitada, após o sucesso do livro de Dan Brown, que deu origem ao filme.

  • Abadia de Saint-Germain-des-Prés
  • Sacré Coeur
  • Notre Dame
  • Sainte-Chapelle
  • Saint-Sulpice
  • La Madeleine 

Bares e restaurantes

Bairro Marais, é o bairro mais descolado de Paris e tem uma vida noturna intensa. Frequentado por turistas e também pela comunidade gay, lá, você encontra brechós, bares e cafés, além de lojas de roupas e sapatos. 

O bairro é histórico, foi habitado pela nobreza e depois ocupado pela comunidade judaica. Na Rue des Rosiers você pode experimentar os melhores falafels da cidade. Padarias e restaurantes com as mais variadas comidas típicas judaica. 

Não se assuste ao ver filas de pessoas que estão esperando para comprar um sanduíche de falafel. A tradição é comer o saboroso lanche enquanto passeia  ou achar um cantinho para sentar e degustar o quitute. O falafel é vegetariano e agrada á todos!

Ao lado do Marais você vai encontrar o bairro Châtelet, repleto de bares nos estilos Cafes, bem parisiense. Esses Cafes possuem área externa e climatizada para fumante. É bem comum os locais destinados a fumantes serem bem aquecidos e com paredes de vidro, que permitem aos clientes acompanharem o movimento da rua enquanto apreciam um café ou um drink.

Mas, nesse bairro você também pode encontrar bares irlandeses, restaurantes italianos e árabes. Tem para todos os gostos e estilos. A vantagem do Châtelet é que ele não é um ponto turístico, você vai encontrar franceses por lá e se souber procurar vai pagar barato por uma bebida.

Quer aprender francês? Então faça um Intercâmbio na França e desfrute todos os benefícios de passar uma temporada no velho continente. Conheça como é o intercâmbio na França.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *