Intercâmbio na África do Sul: cresce a procura para aprender inglês

By in
Intercâmbio na África do Sul: cresce a procura para aprender inglês

Há 10 anos, pouco se ouvia sobre um intercâmbio na África do Sul. Mas essa realidade mudou, a capital do país, Cidade do Cabo, se tornou um dos destinos mais atrativos para quem quer realizar um intercâmbio ainda em 2021. 

Com a alta do dólar e do euro, viajar para países onde a moeda local é desvalorizada em relação ao real é a melhor alternativa para quem quer economizar. Além disso, os estudantes entendem hoje a importância da região para o aprendizado do inglês.

O preço de um intercâmbio na África do Sul é inferior em relação a outros destinos, uma vez que a moeda local é desvalorizada em relação ao dólar. Quer saber mais sobre esse destino excêntrico e encantador? Então continue comigo nas próximas linhas.

Vantagens do intercâmbio na África do Sul

– Estudar inglês gastando menos que na Europa ou nos Estados Unidos;

– Conhecer o Cabo da Boa Esperança;

– Praticar esportes radicais;

– Conhecer Johanesburgo, a cidade que faz parte da história de Nelson Mandela e do Aparthaid;

– Visitar parques naturais;

– Conhecer a Rota dos Vinhos na África do Sul;

– Entrar em contato com culturas dos povos nativos;

– Conhecer paisagens incríveis;

– Realizar um trabalho voluntário;

– Conhecer outro continente;

TRABALHO VOLUNTÁRIO

Outro atrativo do destino é poder aliar o curso de inglês a um trabalho voluntário. Estudantes que optarem por pacotes com duas ou mais semanas podem escolher pelo programa de trabalho voluntário com animais ou crianças. É possível ajudar na recuperação de animais selvagens ou cuidar de crianças locais e aproveitar para praticar o inglês.

Saiba mais sobre trabalho voluntário na África do Sul, clicando aqui.

SAFÁRIS 

Você pode visitar o Parque Nacional ou Reservas Privadas, conhecer Safáris na região de Cape Town e ficar pertinho de animais. Ou se preferir, pode alugar um carro e viajar por quatro horas, para uma região onde se encontram os Safáris mais famosos, os chamados “Big Five”,  que apresentam os cinco grandes animais da região: leão, o leopardo, o elefante, o rinoceronte e o búfalo.

PARQUES NACIONAIS

Nos parques nacionais é possível fazer um  “self-drive”, que significa alugar um carro e andar pelo parque por conta própria sem a ajuda de um guia. Os parques são gigantescos e bem mais econômicos, além de possuir abundantemente animais.

RESERVAS PRIVADAS:

As reservas privadas são espaços exclusivos com valores proporcionais ao luxo, conforto e segurança oferecidos. Só é permitido visitar o local quem estiver hospedado no hotel que fica no interior do safári e oferece uma experiência completa com motorista trilheiro especializado em buscar animais.

VACINA FEBRE AMARELA

Brasileiros que queiram embarcar para África do Sul devem apresentar o Certificado Internacional de Vacinação (CIVP) para febre amarela.

A vacina de Febre Amarela é obrigatória para proteger os cidadãos locais, uma vez que o índice da doença ainda é alto no Brasil. A febre amarela foi um grande problema de saúde pública nos últimos dois séculos, por isso a OMS recomenda aos brasileiros a vacina, com 99% de eficácia.

Quanto custa um intercâmbio para África do Sul

3 semanas de curso de inglês

Matrícula

Material

3 semanas de acomodação em residência estudantil

Café da manhã

Tour Cape Town

Trabalho Voluntário

Transfer In/Out

Seguro Viagem

Passagem Aérea Ida e Volta

Assessoria Completa Viajar Mais

R$14.999,00

A Viajar Mais irá te levar até a Cidade do Cabo para conhecer tudo isso que você acabou de descobrir. Em novembro iremos embarcar para África do Sul, durante três semanas de estudo, trabalho voluntário, turismo e muita diversão! Quer saber mais? Acesse a nossa página exclusiva sobre a África do Sul e se inscreva para receber todas as informações.

One Comment
Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *