Ex- bancário abandona uma vida estável e sai mochilando pelo país

By in
Ex- bancário abandona uma vida estável e sai mochilando pelo país

 Quantas vezes você já pensou em desistir de tudo e sair mochilando pelo mundo? Quantos dias você quis mudar a sua vida, mas não sabia por onde começar? Quantas vezes você voltou para casa depois de um dia estressante de trabalho e pensou no que estava fazendo com a sua vida?

O ex-bancário  Mikhail Fernandes de Freitas, 27 anos, se inspirou na sua descendência italiana para dar uma guinada na sua vida e ir atrás dos seus sonhos. Depois de anos de trabalho tidos como promissores, o jovem, bisneto de imigrantes italianos, percebeu que ou saia pelo mundo em busca de si mesmo, ou acabaria com algum transtorno, como ansiedade ou depressão.

Foi então que ele colocou a mochila nas costas e saiu em busca de liberdade. Seu ano sabático começou em 19 de janeiro de 2019. O jovem saiu de sua cidade natal, Cássia, no interior de Minas Gerais, com destino a Maresias (SP). A ideia era percorrer o litoral brasileiro até chegar no Uruguai.

“Hoje sou um viajante solo e sei que minha melhor companhia sou eu mesmo. Fui criado em uma cidade pequena no sul de Minas Gerais, cercado por cafezais, criação de bovinos e cachoeiras incríveis. Meus bisavós vieram da Itália para essa região em busca de uma vida melhor e o que me impulsionou a viajar foi a incrível história de luta deles.”

Foram 13 cidade até agora e todo percurso feito com caronas que conseguiu durante o caminho. Após passar pelos estados de Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul e também pelo Uruguai, Mikhail resolveu parar em Foz do Iguaçu (PR). 

Para viajar de forma econômica, Mikhail decidiu fazer trabalho voluntário em troca de acomodação. Para isso fez uma assinatura anual em uma plataforma onde pôde escolher seus anfitriões e trocar suas habilidades por hospedagem. Há dois meses na terra das Cataratas, ele se identificou com os anfitriões do Hostel e resolveu ficar para trabalhar no local como Filmmaker.

“A estrada seduziu em mim um inquietante jovem e finalmente me permitiu ser qualquer coisa e dando direção a seguir um propósito. Durante a viagem, desenvolvi novas habilidades. Eu poderia ser advogado, bancário ou empresário, mas escolhi ser um nômade. Aprendi o quão valioso nosso mundo é, a respeitar mais nossos recursos naturais, admirar as pequenas coisas e ver beleza onde os olhos humanos não veem, pequenos detalhes da vida. Foi a melhor decisão que tomei. Realmente me sinto vivo de verdade, e ainda mais forte pra desbravar o mundo inteiro.”

Saiba mais como ser um voluntariado e trocar suas habilidades por hospedagem e alimentação.

bancario-mochilando-pelo-pais

Mikhail conta que sempre teve apoio dos pais na hora de aprender novos idiomas e isso foi um diferencial para fazer amigos pelo caminho e enfrentar as diversidades. Em busca da sua verdadeira essência, o jovem contrariou a opinião da família e dos amigos que a princípio não entendem os objetivos dessa viagem. Mas, ele conta que com o tempo, as pessoas entenderam e apoiaram sua decisão.

“Eu queria ver o mundo com outros olhos, daqueles que nunca vivi, eu ansiava pela estrada selvagem, queria sair sem rumo e sem destino, explorar tudo. Acampamentos, fogueira, tocando música, contando e ouvindo histórias. O minimalismo está moldando meu caráter e impactou na forma de viver a vida.”

Mas nem tudo saiu como planejado. Enquanto estava hospedado em um Hostel no Uruguai, Mikhail foi furtado e levaram todo o seu dinheiro. Nesse momento ele pensou em desistir da sua jornada, mas os amigos que fez por lá o ajudaram a recuperar suas economias e seguir viagem.

“Com exceção desse episódio, Nunca pensei em desistir da trip, posso dizer que 97% foram somente coisas boas.”

Ao ser questionado sobre o próximo destino e quando pretende encerrar essa aventura, Mikhail é breve e diz apenas que “não tem data para voltar para casa”.

o-que-e-ser-mochileiro

O que é ser mochileiro?

Ser mochileiro (backpacker, em inglês), é viajar de forma independente, como uma mochila nas costas, se hospedando em Hostels, pegando caronas e gastando pouco. Porém, esse estilo de viajar vai muito além dessa descrição. Você pode ser um mochileiro de avião, de mala de rodinhas. Não existe uma definição única para mochileiro, cada pessoa tem seu estilo de viajar e não existe certo ou errado.

Ser mochileiro é viajar sem pressa, vivenciando cada local visitado e não apenas os pontos turísticos. É uma forma diferente e minimalista de encarar a estrada e tudo ao seu redor. Para ser um “viajante mochileiro”, você não precisa largar tudo, inclusive o emprego. Hoje em dia, muitas pessoas trabalham como nômades digitais, mas isso é assunto para um outro Blog Post.

Uma dica muito importante: mesmo que você decida viajar de forma barata, não se esqueça da sua segurança e saúde. O Seguro Viagem vai te dar todo o suporte durante a sua Trip. Caso precise de atendimento médico, perca sua bagagem ou algo aconteça, você está amparado.

É claro, não queremos que nada dê errado durante a sua viagem, mas é bom estar preparado. Por isso, a Agência Viajar Mais tem um setor exclusivo para tratar do assunto. Entre em contato com a gente pelas redes sociais, Facebook e Instagram, e peça um orçamento do seu seguro viagem. 

Sites que dão dicas de como organizar a sua Trip de Mochileiro

Guia do mochileiro: tudo que você precisa saber para se tornar um

10 dicas de como se tornar um mochileiro de sucesso

O que é ser mochileiro – dicas e inspirações

10 dicas de como se tornar um mochileiro de sucesso

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *